O erro da NBC

abril 19, 2007 at 10:51 am Deixe um comentário

Ontem à noite, ao divulgar o vídeo e as fotos enviadas pelo sul-coreano Cho Seung-Hui, a rede de televisão NBC cometeu um enorme erro: correspondeu à todas as expectativas do assassino.

É muito difícil imaginar uma rede de TV com acesso ao material se negar a transmitir tais imagens. Mas acho que seria mais digno fazer um editorial, explicando aos telespectadores que apesar de ter recebido um pacote do atirador, a rede se negava a transmitir às imagens em respeito às vitimas e seus familiares. A não-exibição também teria a intenção de não glorificar as atitudes de um assassino. O pacote seria entregue às autoridades encarregadas de investigar o crime.

Imaginemos que ao invés de um assassinato em série, tivesse ocorrido um sequestro. Cho Seung-Hui estaria vivo, dentro de uma sala de aula da Virginia Tech, com 32 reféns. Se sua exigência para liberar os reféns fosse a exibição do vídeo em cadeia nacional, ele seria atendido? Não acredito. Uma rede de TV não se dobraria às exigências de um louco com 32 vidas em suas mãos, mas realiza o desejo de um suicida com 32 mortes nas costas.

Até ontem, um serial killer potencial não sabia a que ponto seu nome poderia ser eternizado. Hoje, qualquer doido sabe que basta gravar seu manifesto insano, enviar um pacote pelo correio à NBC, atirar em umas dezenas de pessoas e depois se suicidar para ter garantia de exibição nacional em horário nobre.

Entry filed under: Violência. Tags: .

Virginia Tech – uma pergunta Sorte ou azar?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds


%d blogueiros gostam disto: