Passeando a trabalho – maximizando a passagem aérea

maio 14, 2007 at 3:23 pm Deixe um comentário

Nas minhas viagens, sempre tentei tirar o máximo de proveito (comercial e turístico) de cada real investido em passagem aérea. Se preciso visitar uma feira em Xangai, aproveito para visitar outras empresas com a qual tenho relações pelo caminho. Por exemplo, visitar uma feira em Xangai e uma fábrica em Taipé. Ou uma feira em Osaka e uma fábrica em Busan (Coréia).

Dessa maneira, o custo da viagem se dilui em diferentes oportunidades, aumentando a chance de retorno. Outra vantagem é que quanto mais cidades você visita, mais brechas para passear, e mais culturas pra conhecer. A desvantagem é passar mais tempo longe do escritório e do dia-a-dia da empresa. Mas convenhamos, nada que não se resolva com um notebook e hotéis com conexão rápida. Ah, claro – o cansaço acumulado é bravo, e quando há muitas mudanças de fuso, o jet-lag castiga.

Fiz em 2004 a viagem com o melhor aproveitamento de milha voada da minha carreira. Em 29 dias fiz 13 vôos, passando por 5 países, 12 cidades – visitando uma feira, 4 fábricas e 8 escritórios de parceiros comerciais. A única cidade que visitei com finalidade 100% turística foi Pequim. Abaixo a lista de cidades:

Cidade do México, Atlanta (EUA-GA), Clemson (EUA-SC), Six Mile (EUA-SC), Corbin (EUA-KY), Busan(KR), Gyeongju(KR), Pequim (CH), Xangai (CH), Ningbo (CH), Fenghua (CH) e Taipé (TW).

Tal roteiro surgiu um tanto ao acaso. Tinha uma convenção na cidade do México dezoito dias antes de uma feira em Xangai. Ambos compromissos imperdíveis. Logo, tratei de preencher os dezoito dias de maneira que duas viagens se tornassem uma só.

Do México pra China, é preciso passar pelos EUA. Encaixei três visitas e um treinamento entre Geórgia, Carolina do Sul e Kentucky. Dez dias preenchidos. Mais dois dias de aeroporto (e fuso horário) até Busan, onde gastei outros dois dias visitando uma fábrica. Dos últimos 4 dias, gastei dois e meio em Pequim (exclusivamente a passeio), e mais um e meio em Xangai, visitando empresas antes do começo da feira.

mexico.jpgeua.jpgcoreia.jpgchina.jpg
México, EUA, Coréia do Sul e China

Depois da feira, fui até Ningbo para visitar uma fábrica, e ainda fiquei 3 dias em Taiwan, visitando mais fábricas e escritórios.

taiwan.jpg
Taiwan

Chupei até o caroço das passagens. Foram 13 vôos, 5 países, e muito trabalho, gastando 2.400 dólares de passagem. Um vôo Guarulhos – Xangai – Guarulhos sai 2.050 dólares, enquanto Guarulhos – México DF – Guarulhos sai 1.025 dólares.

Ao juntar as duas viagens em uma economizei 675 dólares na passagem, visitando 10 cidades além de Xangai e México, fortalecendo laços com parceiros e multiplicando as possibilidades de retorno geradas pelos dias passados fora do escritório.

E além de tudo isso, visitei lugares lindos e conheci pessoas maravilhosas no processo.

Entry filed under: Passeando a trabalho. Tags: .

Última observação sobre a visita do papa Bento XVI ao Brasil Tudo pelo emprego

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds


%d blogueiros gostam disto: