Vai estudar, vagabundo!

maio 22, 2007 at 10:39 am Deixe um comentário

Hoje é o vigésimo dia de ocupação do prédio da reitoria da USP pelos alunos da universidade. Abaixo estão as reivindicações dos estudantes em negrito, com meus comentários em seguida:

1 – Aumento das verbas para a educação pública;

E a verba sai da onde? Das creches, da segurança pública? As universidades estaduais já recebem 9,57% de todo o ICMS recolhido no estado.

2 – Revogação de uns decretos do governador Serra, que segundo os manifestantes, fere a autonomia universitária;

Não conheço os decretos a fundo, mas acredito que se tratam de uma iniciativa para adequar as universidades à lei de responsabilidade fiscal, bem como melhorar o controle das verbas. Na prática, as universidades terão de informar o governo constantemente sobre os gastos, ao invés de relatar periodicamente.

3 – Democratização da universidade, com conselho universitário de alunos e votação direta para reitor;

A única reivindicação mais ou menos sensata.

4 – Realização de debate público discutindo os decretos acima;

Uai, se eles já querem a revogação desses decretos, de que adianta discutir?

5 – Contratação imediata de professores e funcionários;

Voltamos à questão 1; de onde sai o dinheiro? Isso sem falar dos pensionistas e aposentados, que continuam recebendo da USP, ao invés de receber do INSS como os demais trabalhadores.

Como ainda faltam mais 12 reivindicações, vou colocar só as mais divertidas aqui:

– Alimentação aos sábados e domingos nos bandejões da USP;

A universidade deve arcar com a alimentação dos alunos, mesmo em dias que não há aula.

– Funcionamento dos circulares 24×7, com intervalos máximos de 30 minutos, mesmo em feriados;

Além da alimentação aos sábados e domingos, a universidade também tem que bancar o transporte dos alunos.

– Garantia de nenhuma punição aos invasores da reitoria;

Que surpresa! Essa reivindicação já estava pronta muito antes da invasão.

– Retirada de todos os processos (administrativos ou judiciais) contra alunos da USP.

Por exemplo: um aluno processado por pichar um muro, destruir uma carteira, ou por qualquer outro motivo, deve ser anistiado. Vai um sanduíche com suquinho de laranja também?

Ano sim, ano não, repete-se a mesma ladainha. Greve do final de abril a meados de junho, aulas atrasadas, e muita festa do pessoal da FFLCH. E eu sei do que estou falando, já fui aluno da FFLCH. A polícia já devia ter botado esses caras pra fora da reitoria há tempos. E se eu fosse governador, ia inventar um novo decreto: aluno grevista será sumariamente jubilado.

Quem faz greve é funcionário ou professor; aluno tem que sentar a bunda na cadeira e estudar. Mas disso eles não gostam. O negócio deles é fazer greve e revolução. Mas revolução 2.0, com blog, flog, orkut (com destaque para a enquete) e youtube.

cozinha01.jpg

A revolução 2.0 faz um som no gramado da reitoria, mas esconde a cara.

Vai estudar, vagabundo!

Entry filed under: Política. Tags: .

Foi quase… Pra desocupar a reitoria

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds


%d blogueiros gostam disto: