Feriadão cinematográfico

julho 10, 2007 at 6:47 pm Deixe um comentário

O Balconista 2

clerks2.jpgComeçou no sábado – no Frei Caneca Unibanco Arteplex – com “O Balconista 2“, de Kevin Smith. Apesar de a sequência não ter 10% do charme do original, ainda assim é um besteirol bem acima da média. As participações de Ben Afleck e Jason Lee poderiam ter sido mais bem aproveitadas. E por falar em aproveitamento, Rosario Dawson está maravilhosa. Esperava um filme mais fraco, acabou me surpreendendo positivamente. Nota 6. Trailer.

Os Desconhecidos

desconhecidos.jpgAinda no sábado assisti em DVD a “Os Desconhecidos“. Filme muitíssimo bem dirigido por Simon Brand, com roteiro espetacular de Matthew Waynee. A premissa é ótima: cinco estranhos acordam em um galpão abandonado, e nenhum deles se lembra quem é ou como foi parar lá. Descobrem que se trata de um cativeiro, mas ninguém sabe se é sequestrador ou vítima. Conforme as memórias vão voltando, o quebra-cabeças vai sendo montado. Elenco de qualidade, com Jim Caviezel, Joe Pantoliano e Greg Kinnear. Nota 9. Trailer.

Lady Vingança

lady-vinganca-poster01.jpg No domingo fui ao Cine Gemini assistir ao coreano “Lady Vingança“. Dirigido por Park Chan-Wook, o filme encerra a trilogia da vingança, que foi aberto com “Sympathy for Mr. Vengeance”, seguido por “Oldboy”. É um filme mais “coreano” que Oldboy, tanto no ritmo quanto na trilha sonora. Não é tão original (e por isso genial) como seu antecessor, mas ainda assim é um ótimo filme. Mais um filme que me faz crer que o cinema sul-coreano só perde mesmo pro norte-americano. Nota 8. Trailer.

684 – Unidade de Combate

684.jpgFechando o “domingão Coréia”, assiti em DVD a “684 – Unidade de Combate“, dirigido por Kang Woo-Suk. O filme conta uma história real, passada em 1968. Durante a guerra fria, 31 condenados à morte foram levados à ilha de Silmido, e treinados para invadir Pyongyang e assassinar o líder comunista norte-coreano Kim Il-Sum. Com o avanço das negociações diplomáticas, a unidade 684 passa a ser um embaraço para o governo sul-coreano. Bom filme, nota 6. Trailer.

O Labirinto do Fauno

fauno.jpgPra encerrar, na segunda-feira foi a vez do premiadíssimo filme de Guillermo del Toro, “O Labirinto do Fauno“. O filme se passa no interior da Espanha, logo após o término da guerra civil que levou Franco ao poder. É o encontro dos contos de fadas com a guerra, da imaginação com a maldade, da inocência da criança com a vileza do homem crescido. É um filme maravilhoso, que sem ser piegas, leva às lágrimas no final. Nota 10. Trailer.

Entry filed under: Cinema. Tags: .

Eu, ditador Sele-Dunga

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds


%d blogueiros gostam disto: