Dia Mundial do Rock

julho 13, 2007 at 3:24 pm Deixe um comentário

Hoje é dia 13 de julho. Dia mundial do rock. Não sei bem o que isso quer dizer, mas é um bom pretexto pra fazer uma lista com os 10 discos mais importantes do rock. Vamos lá:

Rock around the clock – Bill Haley and his comets – 1954

bill-haley.jpg

Existe muita controvérsia acerca de qual é a primeira gravação de rock n’ roll da história. Roy Brown, Wild Bill Moore e Fats Domino estão entre os pretendentes do posto. Escolhi destacar “Rock around the clock”, que foi o primeiro disco indiscutivelmente de rock and roll a atingir o primeiro posto da Billboard. O rock pode até ter surgido antes, mas foi nesse disco que ganhou o mundo.

Maybellene – Chuck Berry – 1955

maybelline.jpg

Foi em 1955 – com o lançamento de Maybellene – que a guitarra ganharia posto de destaque no rock. Chuck Berry inventou o riff de rock n’ roll, e apesar de todas as mudanças e evoluções do estilo, essa marca continua presente. O lado B do single traz a música “Wee Wee Hours”. Mais de 50 anos depois, Chuck Berry continua vivo, arrumando confusão e vivendo da fama de ser um dos grandes responsáveis por tudo que se ouviu desde 1955 até hoje.

Love me do – The Beatles – 1962

beatleslovemedosingle.jpg

Não precisa dizer muito, OK? É a primeira gravação de uma composição própria daquela que viria a ser a mais importante banda da música popular mundial. Repare que na capa do single Ringo Star ainda traz uma reminiscência de topete, marca do rock and roll dos anos 50. Os Beatles alteraram absolutamente tudo na música, inclusive os penteados.

Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band – The Beatles – 1967

sgt_pepper_cover.jpg

É de reconhecimento geral que esse é o disco mais importante de toda a história da música moderna. A lista de inovações presente nesse disco é imensa, assim como a qualidade das canções. Me sinto na obrigação de listar as músicas, de memória, tal qual um Avallone musical: Lado A – Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, With a little help from my friends, Lucy in the sky with diamonds, Getting Better, Fixing a hole, She’s leaving home, For the benefit of Mr. Kite. Lado B – Within you, Without you, When I’m Sixty-four, Lovely Rita, Good Morning, Sgt. Pepper’s (Reprise), A Day in the life.

IV – Led Zeppelin – 1971

ledzeppelinfoursymbols.jpg

Nesse disco estão grandes clássicos: Rock and roll, Black Dog, Going to California e a manjada (porem belíssima) Stairway to heaven. IV não é o melhor disco da banda, mas é o que melhor ilustra o sucesso e o reconhecimento do Led Zeppelin. Fica aqui também como representante de outras grandes bandas da mesma geração, como Deep Purple, Black Sabbath, Nazareth e Uriah Heep. O destaque vale pela integridade, já que as demais bandas mencionadas cometeram derrapadas feias com o passar dos anos.

The Dark Side of the Moon – Pink Floyd – 1973

dsotm.jpg

Apesar de considerar os álbuns Close to the Edge (Yes) e Animals (Pink Floyd) melhores que o “Dark Side”, é indiscutível que é esse o mais reconhecido disco do rock progressivo. Tanto o disco quanto a derivação “progressiva” são considerados chatos por muitos, mas é inegável a importância do progressivo para a evolução do rock. Até porque serviu como base de ruptura para outra importante derivação do rock: o punk rock.

Ramones – Ramones – 1976

ramones_album_cover.jpg

O disco da banda nova-iorquina é o primeiro de uma longa e consistente carreira. O punk rock teve seu auge no finzinho dos anos setenta, mas os Ramones se mantiveram em alta até o final dos anos noventa, quando a saúde dos seus integrantes começou a se tornar um problema. Está nesse álbum o grito de guerra dos fãs da banda: Hey, Ho – Let’s go!

Kill ‘Em All -Metallica – 1982

metallica_-_kill_em_all.jpg

Elevando o peso dos riffs e aumentando a velocidade da bateria, o Metallica levou o rock a um novo patamar de agressividade. O próprio heavy metal se subdividiu em dezenas de vertentes, mas o Metallica seguiu como referência máxima do estilo headbanger oitentista. Mesmo depois de desagradar os fãs com Load e Reload, e de exibir as discórdias internas no documentário Some kind of monster.

Use Your Illusion – Guns n’ Roses – 1991

gnr-useyourillusion1.jpg

O Guns n’ Roses foi a primeira banda a lançar um disco quádruplo: eram dois LP’s duplos, condensados em 2 CDs. Também pela primeira vez uma banda disponibilizava para venda separada as partes 1 e 2 de uma obra, que atingiram 1o e 2o lugar na Billboard. A quantidade de hits é enorme, e segue a lista (novamente de memória) dos videoclips da bilogia Use Your Illusion: You could be mine, Live and let die, Don’t cry, November Rain, Yesterdays, Estranged, The garden, Garden of Eden, So Fine.

Nevermind – Nirvana – 1991

nirvananevermindalbumcover.jpg

Kurt Cobain era maníaco-depressivo, viciado em heroína e se matou com um tiro na cara. Mas antes disso, gravou com sua banda o disco Nevermind, mudando os rumos do rock and roll nos anos 90. Nevermind fez aparecer o grunge, e trouxe na rabeira bandas como Pearl Jam, Alice in Chains, Soundgarden e Mudhoney. A carreira de Kurt Cobain foi curta, mas a imagem da banda tocando “Smells like teen spirit” em uma quadra de basquete ainda vai permanecer na história da música por muito tempo.

Entry filed under: Música. Tags: .

Argentina x Brasil Isso é a seleção brasileira:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds


%d blogueiros gostam disto: